Tecle ENTER para pesquisar ou ESC para sair

NOTÍCIAS

18 de março de 2022

WorldSkills: Bahia leva ouro e vai representar Brasil na China

SENAI WordSkills

A competidora do SENAI Bahia, Fernanda Cerqueira, conquistou o primeiro lugar na seletiva nacional da ocupação Tecnologia de Laboratório Químico da WorldSkills (WSC) e vai representar o Brasil no mundial das profissões técnicas, conhecido como Olimpíadas do Conhecimento, que será realizado em Xangai, na China, em outubro.

Fernanda, que é estudante de Licenciatura em Química, resolveu fazer curso técnico em Química no SENAI em busca de mais experiência para conseguir se inserir na indústria. Na instituição, descobriu a WorldSkills. Ela foi a mais bem avaliada entre equipes do Mato Grosso do Sul, Paraná (bronze), Pernambuco (prata), São Paulo e Tocantins nas provas da seletiva, realizadas entre 14 e 17 de março, em Curitiba, no Paraná.

Fernanda Cerqueira é parte da equipe que treina no CT WorldSkills, no SENAI Lauro de Freitas. Foto: Gilberto Jr./Coperphoto/Sistema FIEB.

Junto da sua avaliadora, Fernanda Pinto, e da delegada da competição na Bahia, Fernanda Mikulski, ela recebeu o resultado e subiu ao pódio, nesta sexta-feira (18). “Hoje é um dia muito importante, pois é a vitória de uma mulher, uma mulher negra e, ainda por cima, da Bahia, que vai representar a gente lá em Xangai. Então, é um sentimento de gratidão e muita felicidade”, disse, emocionada.

Para a delegada Fernanda Mikulski, o sentimento é de dever cumprido, e a vitória é a manutenção do legado na ocupação Química, já que, em 2019, a Bahia foi bronze em Kazan, na Rússia. “É a coroação de um trabalho com uma semana muito intensa, acirrada, uma competição de alto nível, demonstrando ainda mais a preparação do time”, pontuou Fernanda Mikulski.

“Ela se esforçou muito nesse tempo todo (mais de dois anos, em função da pandemia). A conquista é resultado de toda dedicação e empenho dela, todo o carinho que ela tem pelo treinamento”, comemorou a avaliadora Fernanda Pinto.

Olimpíadas do Conhecimento – O mundial é realizado a cada dois anos e envolve, nas regionais do SENAI de todo o país, uma série de profissionais, entre experts, delegados técnicos, e avaliadores, além dos próprios atletas, que são alunos ou egressos da instituição.

Na última competição internacional, realizada em Kazan, na Rússia, em 2019, os baianos Daniela Carneiro, Ítalo Gonçalves e Edmilson Souza conquistaram a medalha de bronze nas ocupações em que competiram (Química e Mecatrônica, respectivamente.

Notícias relacionadas

EN PT