Tecle ENTER para pesquisar ou ESC para sair

NOTÍCIAS

12 de novembro de 2021

Fórum da Indústria discutiu os desafios para aumento da produtividade

CIMATEC FIEB SENAI

O evento foi transmitido pelo canal do Sistema FIEB no YouTube e apresentou o Programa Brasil Mais e cases de sucesso

A Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), por meio do Conselho da Micro, Pequena e Média Indústria (Compemi), em parceria com o Sebrae/BA e o SENAI CIMATEC, realizou nesta quinta-feira, dia 11.11, a terceira edição do Fórum da Indústria, que teve como tema Bahia Mais Produtiva.

O objetivo foi discutir produtividade industrial a partir de projetos e ações desenvolvidas no âmbito do setor público com o apoio das entidades parceiras. O coordenador-geral de?Inovação para Produtividade do Ministério da Economia, Maycon Stahelin, abriu a programação com uma explanação sobre o Programa Brasil Mais, que tem investido na modernização e elevação da produtividade de empresas de pequeno e médio portes.

Ele falou sobre os principais desafios para as empresas brasileiras melhorarem o ganho de produtividade e apresentou os resultados obtidos até o momento nas primeiras etapas do programa, realizadas com o apoio do SENAI e do Sebrae.

“Temos um entendimento que a combinação de capacitação, financiamento e apoio técnico, principalmente para as empresas de menor porte, têm que caminhar juntos e tem que haver uma escala para inserir as empresas neste processo de aumento de produtividade e modernização”, destacou Maycon Stahelin.

MODERNIZAÇÃO

Na primeira fase, o Brasil Mais teve foco na elevação da Produtividade. A segunda etapa foi direcionada para Transformação Digital, e, para 2022, o foco será Economia 4.0, incentivando as empresas a adotarem sistemas de gestão e geração de dados automatizados.

Mais de 50 mil micros, pequenas e médias empresas (MPME) já foram apoiadas ou receberam atendimento até o momento. Na avaliação de Maycon Stahelin, a principal constatação é que não se trata “de apenas levar conhecimento, mas dar assistência e oferecer monitoria para que as mudanças sejam efetivadas”.

Ele destacou os resultados na implantação de manufatura enxuta, com o apoio do SENAI, que gerou um impacto de 30 a 40% no aumento da produtividade nas indústrias.

Outra ação realizada  em parceria com o SENAI foi de sensoriamento de dados, que permitiu às empresas reduzir custos e fazer melhorias, gerando um aumento de 27% aumento na produtividade das empresas atendidas. Stahelin finalizou sua palestra lembrando que as empresas de pequeno e médio portes podem se inscrever a qualquer momento no Programa Brasil Mais, pela internet.

Para 2022, o Sebrae em parceria com o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) vai apoiar as empresas na adoção de CRM, ERP, entre outras ferramentas de gestão e geração de dados. Inicialmente será feito um projeto piloto antes de oferecer o serviço em larga escala para todo o Brasil. A proposta é dar apoio financeiro e técnico para as empresas adotarem novas tecnologias.

O evento foi aberto pelo presidente da FIEB, Ricardo Alban, pelo superintendente do Sebrae-BA, Jorge Khoury, pelo vice-governador João Leão, e pelo presidente do Compemi/FIEB, Raul Menezes. A mediação foi do gerente executivo do SENAI CIMATEC, Flávio Marinho.

A adoção dos recursos da Fábrica Modelo para aumento da produtividade foi abordada no evento

Foto: Angelo Pontes/Coperphoto/Sistema FIEB

CONVIDADOS E CASES

Além da explanação do coordenador de inovação do Ministério da Economia, o encontro reuniu outros convidados, a exemplo de Carlos Martins do SENAI Santa Catarina, que falou sobre “Como alavancar resultados com a melhoria da produtividade” e também o gerente de Negócios do SENAI CIMATEC, Ricardo Russel, que trouxe resultados e cases de Sucesso na Indústria Baiana.

Os empresários Geraldo Pires, diretor da Biscoitos Itália e Silvio Comin, diretor Industrial da Daten mostraram como a Fábrica Modelo e os processos de Lean Manufacturing trouxeram resultados para a indústria com a redução de custos e aumento da produtividade. 

A programação também trouxe um depoimento do empresário Hari Hartmann, diretor da Polo Salvador, que falou da importância de apostar na motivação da força de trabalho para obtenção de redução de custos, gestão de recursos com mais eficiência energética e na captação de água, visando a melhoria da produtividade.

Notícias relacionadas

EN PT