Tecle ENTER para pesquisar ou ESC para sair

NOTÍCIAS

4 de abril de 2022

Pesquisador baiano vence maior prêmio do Brasil para a Ciência e Tecnologia

Centro Universitário SENAI CIMATEC CIMATEC
Pró-reitor do Centro Universitário SENAI CIMATEC, Jailson Andrade Foto: Nalini Vasconcelos/SENAI CIMATEC

 

Pró-reitor do Centro Universitário SENAI CIMATEC, professor doutor Jailson Andrade, foi o vencedor da 34ª edição do Prêmio Almirante Álvaro Alberto

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Ministério da Ciência Tecnologia e Inovações (MCTI) anunciaram nesta sexta (1º.04), o vencedor da 34ª edição do Prêmio Almirante Álvaro Alberto para a Ciência e Tecnologia. A premiação foi concedida ao químico Jailson Bittencourt de Andrade, professor doutor titular e pró-reitor de Pós-Graduação do Centro Universitário SENAI CIMATEC, professor aposentado da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq.

Criado em 1981, o Prêmio é uma parceria do CNPq, do MCTI e da Marinha do Brasil, e o mais importante do país no reconhecimento a pesquisadores e pesquisadoras pela realização de obra científica ou tecnológica. A premiação é concedida anualmente a uma das três grandes áreas do conhecimento, em sistema de rodízio. Em 2022, a premiação contempla a área de Ciências Exatas, da Terra e Engenharias. As outras duas áreas são Ciências Humanas e Sociais, Letras e Artes e Ciências da Vida.

No SENAI CIMATEC, um dos projetos desenvolvidos pelo pró-reitor de Pós-Graduação Jailson Andrade foi o que transforma o Centro Universitário em Universidade SENAI CIMATEC. Atualmente, o Centro Universitário oferece nove cursos de graduação em engenharia e um de arquitetura. Além de possuir três cursos de mestrado e dois de doutorado. A graduação em Medicina está entre os possíveis novos cursos da instituição.

Além de atuar no Centro Universitário SENAI CIMATEC, o professor Jailson Bittencourt de Andrade coordena o INCT em Energia e Ambiente do programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia do CNPq/MCTI e o Estudo Multidisciplinar da Baía de Todos os Santos – Projeto Kirimurê, estudo planejado para durar 30 anos e que no momento está no 15º ano, sem interrupção.

“Desde 1988 o CNPq me apoiou com inúmeros projetos de pesquisa individuais e coletivos, sendo o do Programa INCT o mais relevante e de grande abrangência nacional, envolvendo Grupos de Pesquisas importantes das regiões Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul. Agora, culminando neste reconhecimento máximo do CNPq a um pesquisador, que é o Prêmio Almirante Álvaro Alberto”, celebra o professor Jailson Andrade.

Notícias relacionadas

EN PT