Tecle ENTER para pesquisar ou ESC para sair

NOTÍCIAS

3 de junho de 2022

Emprego, faturamento e horas trabalhadas caem em abril

CNI Nacional

O setor industrial registrou queda em seus principais indicadores na passagemde março para abril deste ano. Massa salarial também caiu entre um mês e outro

Os Indicadores Industriais, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), apontam para a perda de dinamismo do setor industrial entre março de abril de 2022. Queda do emprego, horas trabalhadas na produção, massa salarial e faturamento real da indústria caíram em queda e afetaram negativamente o desempenho da indústria.   Segundo o gerente de Análise Econômica da CNI, Marcelo Azevedo, a situação atual da indústria é resultado da persistência e do agravamento da escassez e do alto custo dos insumos, aliada a uma demanda também frágil, reduzida pela inflação alta.   “São quedas que revertem pequenos ganhos ocorridos no primeiro trimestre. Em um cenário de inflação persistente e juros altos é difícil prever desempenho muito positivo, sobretudo sustentado, nos próximos meses. A economia brasileira precisa de uma alavanca para atrair investimentos e voltar a crescer, que deveria ser a reforma tributária, mas todos os esforços nesse sentido têm sido frustrados”, afirma Marcelo Azevedo.  

EMPREGO
O emprego industrial registrou queda de 0,5% em abril de 2022, na comparação com março. A queda de abril ocorre após série de altas consecutivas ao longo da segunda metade de 2020 e 2021. Na comparação com abril de 2021, há crescimento de 1,6%.   

FATURAMENTO
O faturamento real da indústria de transformação caiu 0,6% em abril de 2022. A queda reverte a alta de 0,7% registrada em março. Na comparação com abril de 2021, a queda do faturamento é de 5,8%.   

HORAS TRABALHADAS
As horas trabalhadas na produção apresentaram queda de 2,2% em abril de 2022. Após quatro meses consecutivos de alta, entre novembro de 2021 e fevereiro de 2022, o número de horas trabalhadas interrompeu a trajetória de crescimento. Em relação a abril de 2021, o indicador é 0,2% menor.

MASSA SALARIAL
A massa salarial real da indústria de transformação registrou queda de 0,5% em abril de 2022, após cinco meses de crescimento ou estabilidade. Na comparação com abril de 2021, a massa salarial real mostra crescimento de 0,2%. 

Confira aqui imagens de apoio e entrevista em vídeo com gerente de Análise Econômica da CNI, Marcelo Azevedo, sobre a pesquisa.

Na entrevista, Marcelo Azevedo fala sobre a queda na passagem de março para abril (00:00′) e a perda de dinamismo na indústria (00:15′).

Notícias relacionadas

EN PT