A+ A-

Notícias

quinta-feira, 18 de novembro de 2021

FIEB premia melhores iniciativas de sustentabilidade na indústria

Oito projetos de sustentabilidade de instituições privadas e públicas, além das práticas de três sindicatos patronais da indústria, receberam o Prêmio Indústria Baiana Sustentável na sua 13ª edição. Os vencedores foram conhecidos em cerimônia realizada na sede da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), nesta quinta-feira (18).

Foram 36 organizações participantes, entre empresas e instituições acadêmicas, com 69 projetos inscritos no prêmio promovido pela FIEB, por meio da sua Gerência de Meio Ambiente Responsabilidade Social (Gmars). “É o momento em que toda a indústria celebra as ações de sustentabilidade do setor”, afirmou o Jorge Cajazeira, presidente do Conselho de Sustentabilidade da FIEB.

premio dentro.jpg

Cerimônia de premiação foi realizada no auditório da FIEB, nesta quinta-feira (18). Fotos: Valter Pontes/Coperphoto/ Sistema FIEB. 

O objetivo do prêmio é difundir práticas de gestão e tecnologias da indústria que contribuam para melhoria de desempenho socioambiental, evidenciando as contribuições do setor produtivo industrial baiano para o alcance dos objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS).

“Nosso papel é sensibilizar as empresas por meio do exemplo de quem já está agindo em prol da sustentabilidade, cientes de que estamos fazendo isso pelos nossos filhos, netos e futuras gerações”, explicou a gerente da de Meio Ambiente Responsabilidade Social da FIEB, Arlinda Coelho.

Representando o presidente da FIEB, Ricardo Alban, na abertura do evento, o vice-presidente da casa, Carlos Passos, lembrou que esta é mais uma das ações de responsabilidade social e ambiental da entidade que, na pandemia “atuou para que as indústrias não parassem, sem deixar de se preocupar com a sociedade, contribuindo em várias frentes, com doações e desenvolvimento de tecnologias”, pontuou.

Reconhecimento – A premiação é dividida em quatro modalidades. Na categoria Micro e Pequenas Empresas, as vencedoras foram a Flora Brazil Eco Business (1º), com o projeto “Alternativa Sustentável ao Uso do Plástico Convencional” e a Camisas Polo, com o projeto “Sustentabilidade de A à Z”.

Na modalidade Práticas de Gestão Sustentável o primeiro lugar ficou com a Bracell Bahia Florestal, com o projeto “Mulheres em Ação”. A segunda colocada foi a Largo Vanádio de Maracás, com o projeto “Abelha Rainha”, ambos desenvolvidos com comunidades do entorno das indústrias.

Já na categoria Tecnologias Sustentáveis, as vencedoras foram a Braskem, que ficou em 1º lugar com o projeto “Redução de perdas de água e na geração de efluentes”, que privilegia a produção ecoeficiente, e a Basf, em segundo, com a iniciativa “Gestão de Recursos hídricos, resíduos sólidos e economia circular”, cujo foco foi a melhor utilização d erecursos em toda a cadeia de valor.

Dois projetos da Universidade Federal da Bahia (UFBA) foram os vencedores na categoria Trabalhos Acadêmicos e de Pesquisa Aplicada: “Programa Integrado e Sustentável de Territórios – DIST” e Produção de Cimento com baixa emissão de CO2, a partir da incorporação de minério não reagido (MNR)”.

Os sindicatos patronais da indústria reconhecidos por mobilizar empresas e com as melhores iniciativas foram o Sindicato das Indústrias Extrativas de Minerais Metálicos, Metais Nobres e Preciosos, Pedras Preciosas e Semipreciosas e Magnesita no Estado da Bahia - SINDIMIBA (1º), Sindicato das Indústrias de Produtos Químicos para Fins Industriais, Petroquímicas e Resinas Sintéticas de Camaçari, Candeias e Dias D'Ávila - SINPEQ (2º) e o Sindicato das Indústrias do Papel, Celulose, Papelão, Pasta de Madeira de Papel e Artefatos de Papel e Papelão no Estado da Bahia - SINDPACEL (3º). “Receber esta premiação é gratificante, pois esta iniciativa vem se consagrando na agenda da indústria baiana, tornando-se referência no setor”, afirmou o empresário Carlos Temporal, que representou o presidente do SINDIMIBA, Paulo Misk.