A+ A-

Notícias

terça-feira, 23 de junho de 2020

SENAI CIMATEC recupera mais de 200 respiradores


Esta semana, o SENAI CIMATEC ultrapassa a marca de 200 respiradores mecânicos recuperados tornando-se, além do primeiro pólo de manutenção desses equipamentos no país, o que mais respiradores recuperou ao longo do inicio da ação coordenada pelo SENAI Nacional. Ao todo, 1502 respiradores foram recuperados no Brasil. Um impacto significativo no número de vidas salvas.

Os equipamentos consertados pelo SENAI CIMATEC, no total de 209, já foram entregues às unidades de saúde da capital e do interior da Bahia e, também, do Rio de Janeiro e Mato Grosso do Sul. Os respiradores mecânicos são essenciais nos leitos de UTI’s para o tratamento de doentes da COVID-19.

“Esse número tem um significado grande para nós. Simboliza o compromisso do SENAI CIMATEC de pensar a tecnologia a serviço do social. E ainda a noção de união de esforços e o fortalecimento do espírito solidário. Está sendo muito gratificante fazer parte desse projeto”, afirma o Gerente Executivo de PD&I do SENAI CIMATEC, Daniel Motta.

Ao longo de 2 meses de trabalho, os profissionais do SENAI CIMATEC montaram 3 laboratórios, aprenderam a realizar a manutenção desse tipo de equipamento e viram a equipe crescer com a chegada de voluntários e de empresas parceiras como a Ford e a GPE - Global Participações em Energia S/A. E, foi com muito orgulho que a instituição acompanhou o projeto ganhar âmbito nacional com o apoio e reconhecimento do SENAI Nacional.

Hoje, no país, já são 40 pontos de recuperação de respiradores mecânicos que seguem o modelo do SENAI CIMATEC. E, de acordo com Daniel Motta, a iniciativa vai continuar: "a nossa missão ainda não foi cumprida porque enquanto houver respiradores mecânicos para serem reparados, vamos estar dispostos a ajudar porque sabemos que juntos somos mais fortes e vamos vencer a luta contra a COVID -19”.