A+ A-

Notícias

quinta-feira, 4 de julho de 2019

Programa de estímulo à geração de emprego foi lançado na Bahia

 

 

 

Caros Da Costa falou da importância do diálogo nesta mobilização pelo país

Carlos Da Costa falou da importância do diálogo nesta mobilização pelo país  Fotos: Valter Pontes/Coperphoto/Sistema FIEB

 

A Bahia é o quarto estado do país a receber o Programa Mobiliza Brasil, lançado na manhã desta quinta-feira, 04.07, no SENAI Cimatec, em Salvador. Iniciativa da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec), do Ministério da Economia, o programa é resultado de uma parceria que envolve o Sebrae e os governos estaduais e tem o apoio do setor produtivo de entidades como o Sistema Fieb, Fecomércio, Fórum Empresarial da Bahia, Federação das Associações Comerciais e Empresariais da Bahia com o objetivo de aumentar a produtividade e gerar emprego e renda no País.

O secretário Carlos Da Costa participou de uma ampla agenda em Salvador, que incluiu encontro com parlamentares estaduais e prefeitos municipais. Defendendo que o papel do governo é de ser um amplo articulador e facilitador visando melhorar o ambiente produtivo, Da Costa apresentou os quatro pilares do programa de Mobilização pelo Emprego e Produtividade que são: Brasil 4.0, que visa promover inovação nas empresas; o Emprega+, que tem o objetivo de melhorar a qualificação profissional; o Pro-Mercados, que vai atuar na redução dos entraves ao crescimento sustentável e problemas de infraestrutura e o Simplifica, que visa reduzir os obstáculos à produtividade e competitividade das empresas.

Em seu discurso o secretário destacou a necessidade de construir pontes no Brasil e falou da importância de mobilizar todos os agentes da sociedade em prol de um objetivo comum que é reverter a curva ascendente do desemprego e promover a retomada do crescimento econômico do país. “Para vencer as dificuldades e tirar o Brasil da crise é preciso exercitar o diálogo e o convencimento”, ressaltou Da Costa.

Foto Valter Pontes/Coperphoto/Sistema FIEB

Lançamento do Mobiliza Brasil reuniu empresários e representações políticas no SENAI Cimatec

 

O presidente da FIEB, Ricardo Alban lembrou que os desafios são enormes, mas destacou o empenho do secretário Carlos Da Costa em buscar aglutinar o país e unir forças em prol da retomada do desenvolvimento e da produtividade. Citando o Cimatec Industrial, Ricardo Alban falou da importância de se incluir na agenda de crescimento do país a pauta da inovação bem como reduzir o número de regulamentações que travam a competitividade das empresas. “O grande problema do Brasil é a dispersão do foco na questão da inovação e tecnologia. Sem tecnologia e inovação, nunca seremos competitivos”, disse Alban, lembrando em especial a falta de investimentos na Embrapii, órgão de incentivo à inovação para a indústria que está com orçamento zero para 2019.

Parceiro da Sepec nesta iniciativa pela retomada do crescimento do país, Carlos Melles falou do papel do Sebrae que além de ser parte do Sistema S, usufrui de uma capilaridade grande no país e de uma credibilidade que torna a instituição um importante ator neste processo. “Este é o grande momento do Brasil de voltar a ter confiança em nós mesmos. Neste documento que foi lançado, temos 15 ou 16 medidas que dão os primeiros caminhos para se melhorar o emprego a produtividade. Simples e funcional”, destacou, acrescentando que aliada a elas, foram aprovadas medidas como o Cadastro Positivo, o Inova Simples e a Empresa Simples de Crédito que complementam este esforço pela retomada do crescimento do país.

04072019VP093.JPG

Carlos Melles, diretor presidente do Sebrae Nacional

 

MOBILIZA BRASIL

O programa Mobiliza Brasil tem como proposta traçar medidas para a retomada do crescimento econômico em conjunto com empresários, empreendedores, gestores públicos estaduais e municipais.  Além das diretrizes do programa, também foi apresentado o web aplicativo Mobiliza Brasil, canal pelo qual qualquer cidadão pode sugerir melhorias para o ambiente de negócios de sua localidade. A ferramenta já está disponível nas lojas Apple Store e Google Play e permite reunir sugestões e organizar dados que servirão de subsídios para a elaboração de políticas públicas.

O vice-presidente da Basf, Antonio Carlos Lacerda, saiu do encontro muito esperançoso de que a iniciativa renda frutos, mas lembrou que é importante que todas as propostas apresentadas no evento saiam do papel. “Tenho confiança que todo o empresariado, governos, associações, sindicatos, todas as instituições aqui representadas estão no mesmo rumo e ainda que tenhamos alguma divergência, podemos ir muito longe”, destacpu. Para ele “é um momento único na Bahia em que todas as forças estão convergindo para o desenvolvimento”, arrematou.

A programação de lançamento incluiu visita ao SENAI Cimatec e à empresa Bomix, que atua no ambiente da indústria 4.0.

Confira fotos do evento