A+ A-

Notícias

sexta-feira, 6 de abril de 2018

ALBA faz homenagem aos 70 anos da FIEB e do SESI-BA

Em sessão especial realizada nesta sexta-feira (06), pela Assembleia Legislativa do Estado da Bahia (ALBA), a Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB) e o Serviço Social da Indústria (SESI) da Bahia foram homenageados pelos seus 70 anos de história. Proposta pelo deputado Sandro Régis, que integra a Frente Parlamentar da Indústria, a solenidade contou com a presença de parlamentares, dirigentes da CNI, FIEB, federações de outros estados, associações do setor produtivo e funcionários e alunos do Sistema Indústria.

Capa ALBA HOME.jpg

Presidente da FIEB, Ricardo Alban, discursa no Plenário da Alba. Fotos: valter Pontes/Coperphoto/Sistema FIEB. 

 

Um dos líderes da Frente, o deputado Sandro Régis destacou o papel que as entidades que compõem o Sistema Indústria na Bahia – entre elas o SESI – no desenvolvimento econômico e social do estado. “É uma instituição que está sempre contribuindo para fortalecer o nosso parque industrial e o ambiente de negócios”, afirmou.

“A FIEB e o SESI estão comprometidos com a indústria e a sociedade e seus dirigentes sabem que, nesta casa, as portas estão sempre abertas para dialogar”, garantiu o presidente da ALBA, deputado Ângelo Coronel.

O presidente da FIEB, Ricardo Alban, lembrou que, mesmo com a crise que assola o país há alguns anos, o Sistema FIEB tem mantido os investimentos previstos, focando na melhoria dos serviços e da gestão de recursos. Ele fez questão de lembrar do legado do ex-presidente da FIEB, Carlos Gilberto Faria, que exerceu o mandato no período entre 10 de abril e 05 de novembro de 2014, quando veio a falecer, e afirmou que “a FIEB é uma instituição reconhecida pela sociedade por ser fruto da junção de esforços de seus dirigentes ao longo da história, resultando numa sucessão de complementariedades”.

Já o superintendente do SESI-BA, Armando Neto, ressaltou os investimentos que a entidade vem realizando nos últimos quatro anos, somando R$ 200 milhões. São 25 novas unidades e nove escolas no estado. Só neste ano serão 13 mil matrículas em educação regular, continuada e de jovens e adultos. “E além de números, temos alta qualidade nos nossos serviços e atendimentos e isso vem do comprometimento e empenho das equipes”, disse.

O 3° vice-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Paulo Afonso Ferreira, presente à sessão especial, disse que vem acompanhando de perto o desempenho e os resultados da FIEB e do SESI na Bahia, os quais estão “totalmente alinhados com as diretrizes da CNI e com a melhoria contínua por qualidade das entregas”.

Estiveram presentes dirigentes e representantes da Superintendência do desenvolvimento do Nordeste - Sudene, Federação das Indústrias do Estado de Goiás, Sebrae Bahia, Fecomércio, Federação e Pecuária do Estado da Bahia -FAEB, Associação Comercial da Bahia e Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas da Bahia (FCDL-BA).