A+ A-

Notícias

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Inovação é tema de palestra para empresários de saneantes e cosméticos

A importância da inovação para a gestão das empresas foi discutida em evento promovido na FIEN,  dia 11.12, em evento promovido pelos sindicatos das Indústrias de Sabões, Detergentes e Produtos de Limpeza em Geral e Velas no Estado da Bahia (Sindisabões – BA) e da Indústria de Cosméticos e Perfumaria do Estado da Bahia (Sindcosmetic-BA).

O especialista Jozelito Ribeiro ministrou palestra sobre inovação. Fotos: Jefferson Peixoto / Coperphoto / Sistema FIEB.

“A inovação não precisa estar associada necessariamente à tecnologia. Você inova quando tem o olhar atento para identificar um problema e apresentar uma solução para a necessidade do cliente. O empresário, independente do porte da empresa, tem que ter esse olhar, identificar problemas e oferecer soluções diferenciadas para o cliente”, ressaltou o especialista em Gestão Estratégica e Negócios, Jozelito Ribeiro, na palestra Gestão – Não basta planejar e controlar, é fundamental inovar.

O presidente do Sindisabões, Juan Lorenzo, destacou a relevância do tema abordado para a gestão das empresas dos dois segmentos industriais. “Esta é uma oportunidade de motivarmos as lideranças industriais e fazê-las pensar sobre a necessidade de planeamento e acompanhamento dos resultados. Quando planejamos, é importante buscar soluções para atingir os objetivos da empresa. Para isso, é preciso ampliar os horizontes e buscar soluções fora do convencional”, comentou.

O evento foi realizado em parceira pelo Sindisabões e pelo Sindcosmetic-BA.

Voltado para empresários dos segmentos de saneantes e cosméticos, o evento marcou o encerramento das atividades de 2017 dos dois sindicatos, que, em julho, realizaram a Expotech em parceria.  O presidente do Sindcosmetic-BA, Raul Menezes, destacou a importância da atuação conjunta dos sindicatos industriais. “A tônica é trabalhar conjuntamente cada vez mais. Para o próximo ano vamos articular ações no interior do estado em conjunto com outros sindicatos industriais”, afirmou.

CAPACITAÇÃO

Na oportunidade, o diretor regional do SENAI, Luis Breda Mascarenhas, apresentou uma proposta de curso de boas práticas de fabricação. “O curso visa preparar operadores e responsáveis técnicos para que conheçam detalhadamente os requisitos para este tipo de produção e apliquem também as boas práticas de fabricação previstas nas normas específicas da Anvisa para este tipo de produção”, explica.

O diretor regional do SENAI, Luis Breda Mascarenhas, apresentou uma proposta de curso de boas práticas de fabricação.

Breda também destaca que este é um curso customizado e elaborado sob medida para atingir um número maior de empresas dos dois segmentos, atendendo a uma necessidade identificada pelos sindicatos para qualificação de profissionais.