A+ A-

Notícias

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Investimentos para o Nordeste são tema de roadshow realizado na FIEB

Com o objetivo de divulgar incentivos fiscais, linhas de financiamento e outros instrumentos de fomento ao setor produtivo, a Sudene e Associação Nordeste Forte (que reúne as federações das indústrias do Nordeste) realizaram, nesta sexta-feira (17), o Roadshow “Investimento e Desenvolvimento do Nordeste”. O evento, que aconteceu na FIEB, contou com as presenças do vice-governador da Bahia, João Leão, e dirigentes da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Sebrae, Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Confederação nacional da Indústria (CNI), Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte, Desenbahia e Frente Parlamentar da Indústria da Alba.

 

Road04.jpg

Evento discutiu possibilidades de incentivos para o NE. Foto: Betto Jr./Coperphoto/Sistema FIEB. 

 

O superintendente da Sudene, Marcelo Neves, falou sobre alguns dos atores de entrave ao crescimento do NE, a exemplo do analfabetismo e da falta de saneamento básico, e apresentou os instrumentos utilizados pela superintendência para alavancar o desenvolvimento regional, como fundos de investimento e incentivos fiscais (fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) e o fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE). “O apoio da autarquia, através de instrumentos como estes, é fundamental para melhorar as condições de negócio, fazendo com que os empresários tenham recursos para investir”, disse.

 

Para o presidente da FIEB, Ricardo Alban, é preciso proatividade neste momento em que o país começa a “sair do fundo do poço”. “A Bahia, por exemplo, precisa crescer 3% ao ano para mitigar as dificuldades deixadas pela crise”, pontuou. Neste sentido, dar conhecimento a linhas de créditos e outras possibilidades para os empresários é um dos passos para estimular o crescimento, além de uma atuação estruturada e convergente por parte de instituições e órgãos governamentais.

 

O vice-governador da Bahia afirmou que o estado é o segundo que mais fez aportes de recursos em infraestrutura no país e defendeu que novos investimentos sejam realizados por parte da iniciativa privada. “As agências e os bancos têm crédito para o empresário que deseja investir aqui. Não é possível que a Bahia ainda compre de fora boa parte do açúcar que consome, por exemplo”, provocou.

 

O evento – O Roadshow “Investimento e Desenvolvimento do Nordeste” é uma parceria entre a Sudene e a Associação Nordeste Forte, que representa as federações das indústrias da região, para debater sobre recursos e desafios do setor. Os encontros que estão sendo realizados nos estados abrangidos pela Sudene, com o objetivo de viabilizar um modelo de atração de empresas, inclusive facilitando o acesso de micro, pequenas e médias empresas aos instrumentos disponibilizados pela Autarquia. Após nove edições do evento, os estados de Sergipe e Espírito Santo fecharão o ciclo de eventos voltados ao setor industrial da área de atuação da Sudene. A autarquia ainda trabalha para fechar as datas dos próximos eventos.