A+ A-

Notícias

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Intercâmbio reúne lideranças sindicais para discutir setor metalmecânico

Presidentes de sindicatos de indústrias metalmecânicas de todo o país participaram, dias 21 e 22 de setembro, da terceira edição do Intercâmbio de Lideranças Setoriais da indústria Metalmecânica, promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília. Como já faz parte da programação da iniciativa, foram apresentadas boas práticas e sinalizados caminhos de mobilizações para a defesa de interesses, além de oportunidades do Sebrae e da Embrapii para o setor. Os presidentes participaram, ainda, de uma oficina que discutiu mecanismos para tornar o sindicato imprescindível para a indústria.

 

Presidentes de sindicatos de indústrias metalmecânicas de todo o país participaram do intercâmbio na CNI. Fotos:  Miguel Ângelo/CNI

O presidente do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Amélia Rodrigues, Feira de Santana e São Gonçalo dos Campos (Simmefs), Luiz Fernando Kunrath, elogiou a inciativa e ressaltou a importância de ampliar a comunicação da Rede Sindical. “A iniciativa contribui para reforçar o vínculo entre as lideranças do setor, sobretudo para troca de experiência e divulgação de boas práticas”, destacou Kunrath.

Para ele, o associativismo está ligado diretamente ao trabalho desenvolvido junto às empresas. “Os sindicatos precisam estar atentos à sustentabilidade e intensificar a aproximação com as indústrias que representam, com foco na prestação de serviços. Neste aspecto, o apoio das Federações, como temos na FIEB, é fundamental”, completou.

Os presidentes participaram de oficina que discutiu mecanismos para tornar o sindicato imprescindível para a indústria.

 

O Intercâmbio de Lideranças Setoriais é uma ação do Programa de Desenvolvimento Associativo (PDA), desenvolvido pela CNI em parceria com as Federações de indústria. O objetivo principal e fortalecer a representação empresarial do setor industrial por meio da promoção de reuniões técnicas focadas na discussão dos desafios de competitividade desses setores e na troca de experiências de gestão sindical.

Este ano, já foram realizados onze Intercâmbios, com a presença de presidentes de sindicatos baianos em todos eles. No total, são quinze previstos para 2017. O próximo será o do setor da Reparação, no dia 18 de outubro.