A+ A-

Notícias

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Depressão é um tema que precisa estar na ordem do dia nas empresas, alertam especialistas

Especialistas discutiram o tema a convite do SESI Fotos Valter Pontes/Coperphoto/Sistema FIEB

SESI Bahia promoveu palestra que teve como tema a depressão no ambiente de trabalho

Tema pouco abordado nos ambientes corporativos, a depressão no ambiente de trabalho foi debatida por dois especialistas que, a convite do Serviço Social da Indústria (SESI), fizeram palestra, nesta terça-feira, 12.09, no auditório da Federação das Indústrias do Estado da Bahia.


O evento foi aberto pelo superintendente do SESI Bahia, Armando Neto, que lembrou ser uma obrigação da entidade, pelo seu compromisso com a promoção da saúde e segurança na indústria, levantar esta discussão e fazer com que ela seja levada cada vez mais para o ambiente da empresa. “Fazemos parte de uma rede de regionais que estão se especializando nesta questão e nosso desafio é fazer com que as pessoas e as empresas estejam preparadas para encontrar soluções para lidar da melhor forma com os fatores psicossociais no ambiente de trabalho”.

 

Superintendente do SESI, Armando Neto, falou do compromisso do SESI em apoiar a indústria na busca por soluções


De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a depressão é um transtorno mental frequente e a principal causa de incapacidade para o trabalho no mundo. Ela acarreta doenças que afetam diretamente o trabalhador e a produtividade da empresa. Depressão, síndrome de pânico e distúrbios de ansiedade atingem 5% da população mundial e, no Brasil, este percentual pode chegar a 7%. A Associação Brasileira de Psiquiatria estima, por exemplo, que quase um terço da população no país sofre de algum tipo de transtorno mental.


Trazendo números e contextualizando o problema e suas abordagens, o psiquiatra André Gordilho, mestre em Medicina e Saúde Humana, e o psicólogo André Luna, consultor especialista do Centro de Inovação SESI em Prevenção da Incapacidade abordaram o problema da depressão e mostraram que se trata de um problema global que requer soluções conjuntas e precisa ser um tema presente tanto na sociedade quanto no ambiente das organizações empresariais.

O psiquiatra André Gordilho lembrou que o problema ainda é tabu na nossa sociedade


“Os transtornos mentais têm uma prevalência muito alta, são um problema extremamente comum que é subdiagnosticado e não recebe o devido tratamento e isso traz várias consequências para a pessoa e para a empresa. A pessoa deixa de trabalhar, não produz de forma adequada, falta ao trabalho e todos perdem”, destaca André Gordilho, chamando a atenção para a necessidade de todos encararem o problema de frente.


Integrante do Centro de Inovação SESI em Prevenção da Incapacidade, André Luna mostrou em sua palestra como a forma como o trabalho se organiza tanto pode contribuir para favorecer a saúde ou para o adoecimento. “No SESI, estamos em um momento de esforço para identificar fatores no trabalho que podem promover a saúde e nossa ideia é mostrar como o trabalho, o papel da liderança, o entendimento de como o trabalho está organizado podem favorecer a saúde”, destacou André Luna.

 

André Luna, da equipe do Centro de Inovação SESI em prevenção da Incapacidade


Organizadora do evento e especialista no tema, a assessora de Saúde e Segurança da Indústria do SESI, Lídice Miranda, lembra que o evento faz parte das iniciativas da entidade visando sensibilizar as empresas. Outra ação que vem sendo desenvolvida, voltada para empresários e gestores de recursos humanos são os Diálogos de RH – Fatores Psicossociais, em que são abordadas as forma de lidar com as doenças mentais no ambiente de trabalho.


Os Diálogos de RH ocorrem de forma itinerante e também abordam soluções em educação corporativa. O próximo desses encontros está marcado para acontecer no dia 15 de setembro, em Ilhéus, na unidade do SESI.