A+ A-

Notícias

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Pedra fundamental marca início das obras do Cimatec Industrial em Camaçari

Um importante passo para o desenvolvimento tecnológico e industrial na Bahia foi dado nesta segunda-feira, 12.06, com o lançamento da pedra fundamental do Cimatec Industrial, em Camaçari. A solenidade marcou o início das obras do complexo, que tem investimento da ordem de R$ 80 milhões somente para a primeira etapa.

 

Solenidade marcou o início das obras do Cimatec Industrial, que tem investimento da ordem de R$ 80 milhões. Fotos: Valter Pontes / Coperphoto/ Sistema FIEB.

O Cimatec Industrial será um grande complexo tecnológico e industrial em uma área com 4 milhões de metros quadrados, com laboratórios avançados, grandes usinas piloto, áreas de segurança para testes e operações de risco e até uma pista de testes para o setor automotivo.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), Ricardo Alban, ressaltou que o empreendimento irá ampliar a atual infraestrutura do SENAI Cimatec, contribuindo para o desenvolvimento industrial da Bahia. “Este é um projeto de várias mãos, que vai somar para o desenvolvimento industrial e social do estado. Aqui teremos um vetor de crescimento de diversos setores industriais, como o de energias renováveis, automotivo e da indústria da saúde, por exemplo, e teremos condições de atrair novos empreendimentos para o estado”, destacou.

A importância do equipamento para a atração de novos investimentos também foi pontuada pelo governador Rui Costa.  “A Bahia se coloca como o principal estado na vocação de atração de investimentos a partir da ciência e tecnologia com este equipamento. Aqui teremos o desenvolvimento de conhecimento técnico para várias áreas da indústria e, através deste conhecimento, poderemos atrair dezenas de empresas”, comentou.

Já o prefeito de Camaçari, Antonio Elinaldo, falou sobre a importância do complexo para o município. “O Cimatec Industrial vai dar suporte às empresas instaladas no município e será um instrumento transformador para a nossa cidade, contribuindo para o fortalecimento da nossa economia”, disse.

O complexo será implantado em cinco etapas, com a primeira sendo finalizada em junho de 2018. Nesta primeira fase, serão construídos 11 prédios, ocupando um espaço de 50.000 m², que abrigarão laboratórios de ponta e em escala real, como a Fábrica de Plantas Piloto e o Laboratório de Sistemas Construtivos.

“Uma das grandes características do Cimatec Industrial é a capacidade de realizar grandes testes, em uma escala semi-industrial. Em um processo de escalonamento de produção, é preciso ambiente adequado, com características de segurança adequadas. Será o primeiro centro no país com essa característica de desenvolver e aplicar testes em plantas-piloto e testar o desenvolvimento tecnológico dentro de uma escala semi-industrial”, explicou o diretor regional do SENAI, Luis Alberto Breda.

O Cimatec Industrial terá uma infraestrutura diferenciada no país para atender às necessidades nos segmentos de Energia Eólica, Mecânica, Naval e Offshore, Automotiva, Elétrica, Construção Civil, Química, Petroquímica e Biotecnologia, Farmacêutica, Celulose e Papel e Petróleo e Gás.