A+ A-

Notícias

sexta-feira, 19 de maio de 2017

IEL e Fundação Dom Cabral capacitam gestores baianos

Aprimorar competências em gestão e liderança, qualificando executivos de modo a estimular o crescimento da competitividade empresarial, é o objetivo do curso de Gestão de Negócios, fruto de uma parceria entre o Instituto Euvaldo Lodi (IEL/BA) e a Fundação Dom Cabral, que teve início nesta sexta-feira, 19.05, no Hotel Deville, em Salvador.

O superintendente do IEL, Evandro Mazo, explicou a atuação da entidade. Fotos: Valter Pontes / Coperphoto / SIstema FIEB,

 

Na aula inaugural da segunda turma do curso, o superintendente do IEL, Evandro Mazo, explicou a atuação da entidade, que oferece soluções em Desenvolvimento de Carreiras e Desenvolvimento Empresarial. Esta última engloba o Programa de Educação Empresarial do IEL, no qual o curso Gestão de Negócios está inserido. “Nossa expectativa é, em parceria com instituições conceituadas, como a Fundação Dom Cabral, oferecer soluções diferenciadas ao empresariado baiano”, disse.

Já a gerente de projetos da Fundação Dom Cabral, Vanessa Amaral, destacou o sucesso da parceria com o IEL e apresentou a instituição, que há 12 anos figura no ranking de Educação Executiva do jornal britânico Financial Times como a melhor escola de negócios da América Latina.

Foi justamente essa expertise que despertou o interesse do empresário Rafael Freitas, da Vitória Transportes. “A expectativa é a melhor possível, já que se trata de uma parceria com a Fundação Dom Cabral, uma das mais renomadas instituições nesta área”, comentou.

O gerente de Fabricação da Deten Química, Carlos Pessoa, ressaltou que o curso é também uma oportunidade para fazer networking e trocar experiências. “A expectativa é saber as novidades no processo de liderança e poder discutir os temas abordados com os professores e com a turma, trocando experiências”, defendeu.

Com módulos teóricos e práticos, o curso tem carga horária de 96 horas e duração de seis meses.

Com módulos teóricos e práticos, o curso tem carga horária de 96 horas e duração de seis meses, e vai abordar temas como gestão estratégica, proatividade de mercado, liderança e gestão de pessoas. O primeiro módulo, sobre perspectivas macroeconômicas, foi ministrado pelo professor Mauro Sayar Ferreira.

“Vou abordar as principais variáveis que devem ser levadas em consideração nas tomadas de decisão no ambiente de trabalho. Vamos mostrar como os eventos que acontecem no Brasil e no mundo impactam no negócio deles, na produção industrial, na criação de empregos, nas vendas do comércio”, explicou o economista e professor convidado da Fundação Dom Cabral.