A+ A-

Notícias

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Projeto Mulheres na Exportação sensibiliza 1,3 mil empresas

Desde março de 2016, a Apex-Brasil desenvolve o projeto Mulheres na Exportação, que prevê iniciativas de sensibilização, capacitação e promoção de negócios internacionais para empresas lideradas por mulheres. Em 2016, 1360 empresas foram sensibilizadas para o tema da exportação. O projeto inseriu o debate nos encontros Café com Empreendedoras, reuniões mensais realizadas pela Rede Mulher Empreendedora.
 
Ao longo do ano, 401 empresas lideradas por mulheres participaram de ações de qualificação para exportação organizadas pela Apex-Brasil, tais como o PEIEX - Programa de Qualificação Empresarial, as Oficinas de Competitividade, os projetos ICV Global (Inovação e Competitividade em Cadeias Globais de Valor) e Design Export e a plataforma de conteúdo sobre exportação, Passaporte para o Mundo. 
 
Em outra ação de grande destaque do projeto Mulheres na Exportação em 2016, 47 empresas participaram de 196 reuniões de negócios com oito tradings (comerciais exportadoras) e sete compradores estrangeiros. O resultado foi de US$ 7,8 milhões em expectativa de novos negócios. A iniciativa ocorreu em outubro durante o Fórum Empreendedoras, em São Paulo.
 
Além da rodada de negócios, a Agência realizou mentorias e integrou as discussões do painel sobre exportações do Fórum, que reuniu 750 empreendedoras. Segundo Adriana Rodrigues, Coordenadora de Competitividade da Apex-Brasil, o resultado é relevante por fazer parte de um projeto dedicado exclusivamente a mulheres empreendedoras. "Este é um número a ser celebrado porque coloca as mulheres em evidência. São raros os eventos em que acontecem ações de negócios deste tipo entre empresa produtora e comprador", destacou.
 
O maior volume de negócios com compradores internacionais aconteceu nos setores de alimentos saudáveis e funcionais, moda (roupas esportivas, confecções e acessórios) e cosméticos, com compradores oriundos do Peru, Colômbia e Panamá.
 
Atualmente, entre as empresas apoiadas pela Apex-Brasil em 2015 e 2016, 3,5 mil são lideradas por mulheres, ou seja, mulheres são suas proprietárias ou ocupam posições de liderança e de tomada de decisão.
 
2017: foco na identificação de novas oportunidades
 
Para 2017, um dos principais objetivos do projeto é ampliar a identificação e a divulgação de oportunidades para empresas brasileiras lideradas por mulheres atuarem no comércio exterior. Neste sentido, é importante que essas empresas conheçam algumas plataformas que fazem a conexão com compradores internacionais, que são:
 
She Trades
Plataforma tecnológica do Internacional Trade Centre (ITC) para conectar compradores internacionais a empresas lideradas por mulheres de diferentes setores de produtos e serviços. A participação se dá mediante cadastro no site.
 
Connect Americas
Comunidade criada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que permite às empresárias conectar-se diretamente para explorar oportunidades de negócios (compra/venda/alianças), networking, intercâmbio e obtenção de informações sobre eventos, cursos, e etc. A participação se dá por meio do cadastro no site.
 
WEConnect
Instituição que certifica fornecedoras e as conecta à uma ampla base de compradores internacionais, que desenvolvem programas de diversidade e inclusão em suas cadeias globais e, neste sentido, compram de empresas lideradas por mulheres, principalmente dos setores de serviço, como o de economia criativa. A participação se dá por meio de processo de seleção e pagamento de taxa de certificação.
 
Qualificação
Em relação à qualificação para as exportações, além do estímulo à participação nas ações já realizadas pela Apex-Brasil, com ênfase no PEIEX, em 2017 será dado início ao grupo Mulheres na Exportação na Plataforma Passaporte para o Mundo, onde as empresárias terão acesso a diversos conteúdos sobre comércio exterior. Para participar, a empresa deverá enviar e-mail para o endereço mulheresnaexportacao@apexbrasil.com.br.
 
O projeto
O projeto Mulheres na Exportação tem por objetivos aumentar a inserção econômica de mulheres por meio da exportação e de investimentos de impacto, inserir novas empresas lideradas por mulheres na carteira de clientes da Apex-Brasil e na base exportadora brasileira, e, ainda, identificar, divulgar e favorecer o acesso a oportunidades no mercado internacional voltadas a práticas de sustentabilidade relacionadas à questão de gênero.
 
A meta da iniciativa é sensibilizar e capacitar para a exportação 2.000 empresas lideradas por mulheres ao longo de dois anos.
 
Para isso, o projeto atua por meio da adaptação das ações da Apex-Brasil ao empreendedorismo feminino, da participação em iniciativas de empreendedorismo de instituições parceiras e do desenvolvimento de ações específicas para promoção de negócios internacionais.
 
As ações do projeto são orientadas pelo modelo de serviços da Apex-Brasil, de acordo com a trajetória e maturidade exportadora da empresa: inteligência, sensibilização, qualificação, promoção comercial, internacionalização e atração de investimento estrangeiro.
 
 
*Da Apex Brasil