A+ A-

Notícias

quarta-feira, 9 de março de 2016

COMPEM realiza reunião itinerante em Juazeiro

 
Representantes do setor industrial e do governo participaram, em Juazeiro, no ultimo dia 04 de março, da segunda reunião itinerante do Conselho da Micro e Pequena Empresa Industrial (COMPEM), promovida pela Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), em parceria com a Prefeitura Municipal de Juazeiro, Centro das Indústrias do Estado da Bahia (CIEB), Frente Parlamentar Estadual da Micro, Pequena e Média Empresa, dentre outras entidades.
 
Realizado no auditório do Grande Hotel de Juazeiro, o encontro teve como objetivo identificar e direcionar demandas de micro, pequenas e médias empresas industriais da região de Juazeiro. Além disso, debateu sobre a necessidade de se revitalizar e viabilizar o distrito industrial daquele município, tendo em vista a publicação da Lei 13.462, pelo Governo do Estado da Bahia, que instituiu o Fundo Estadual de Manutenção das Áreas Industriais, o qual propõe uma taxa mensal para manutenção e conservação dos distritos industriais baianos.
 
 
 
Carlos Gantois: é inviável a cobrança desta taxa para todos os distritos industriais da Bahia. Fotos: Ivan Cruz / Coperphoto / Sistema FIEB.
 
 
“Sempre fomos contrários à cobrança por entender que os empresários rejeitam a taxa”, adianta o secretário de desenvolvimento econômico e turismo de Juazeiro, Carlos Neiva. Neiva destaca, ainda, que a lei é inadequada ao atual momento econômico, já que penaliza a atividade empresarial, desestimulando a atração e retenção de investimentos para o município, motivo pelo qual defende a sua revogação. 
 
A reunião foi aberta pelo 1º vice-presidente da FIEB e coordenador do COMPEM, Carlos Gantois, atendendo à prioridade de interiorizar ações do Sistema FIEB, estabelecida pelo presidente da FIEB, Antonio Ricardo Alban. 
 
“O objetivo de promovermos a reunião itinerante é levar as discussões do COMPEM para o interior e mobilizar esforços para o desenvolvimento das micro, pequenas e médias empresas industriais, ouvindo suas demandas e perseguindo soluções conjuntas. Com isso, pretendemos contribuir para o processo de interiorização e desconcentração industrial, a melhoria do IDH e da renda per capta, com base no trinômio: tecnologia, inovação e empreendedorismo”, afirmou Carlos Gantois.
 
NEGOCIAÇÃO
 
 
Encontro reuniu empresários locais no Grande Hotel Juazeiro.
 
 
Após debate com empresários locais a respeito dos problemas enfrentados no distrito industrial, Carlos Gantois, reforçou o compromisso da FIEB, por intermédio do COMPEM, em apoiar a indústria daquela região nas questões relacionadas às melhorias na Lei 13.462. Segundo Gantois, neste caso “os distritos não podem ser tratados de maneira igual, afinal existem diferenças entre a realidade de cada distrito”. 
 
Gantois sinaliza, ainda, que empresários do Centro Industrial de Aratu, juntamente com FIEB e FECOMERCIO, negociaram junto ao governo que o início da cobrança fosse prorrogado de abril para agosto de 2016. “Nesse período, a ideia é que sejam formados grupos de trabalho, dedicados á proposição de melhorias e adequações no texto da referida lei” complementa. 
 
O deputado estadual Eduardo Salles, presidente da Frente Parlamentar da Micro, Pequena e Média Empresa, chamou atenção para a moção de repúdio divulgada pelo grupo de trabalho em relação à resolução 4.452 do Conselho Monetário Nacional, que eleva as taxas de juros do FNE (Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste). “A medida prejudica quem produz e gera renda e emprego no Nordeste. Não vamos permitir que isso aconteça”, disse.
 
O deputado também fez um resumo das atividades do grupo de trabalho e falou sobre planos. “A Frente Parlamentar já fez o levantamento de todas as leis relacionadas às micro e pequenas empresas nos demais estados com o objetivo de trazer para a Bahia o que existe de bom”, explicou. O grupo agora trabalha em um diagnóstico do setor em todas as regiões da Bahia, com o objetivo de elaborar o um Projeto de Lei criando o Estatuto da Micro, Pequena e Média Empresa.
 
Presente na reunião, o superintendente do SEBRAE/BA e conselheiro do COMPEM, Adhvan Furtado anunciou, em primeira mão, o acordo com a Prefeitura Municipal de Juazeiro para a criação da Casa do Empreendedor. “O prefeito comprou a ideia. Saímos da reunião com a implementação da Casa do Empreendedor encaminhada. É um espaço aonde o empresário de Juazeiro que queira abrir empresas, resolver problemas burocráticos em qualquer órgão da Prefeitura vai encontrar um ponto de contato onde poderá resolver todos eles. Isso é importante para a cidade porque fomenta o empreendedorismo, gera mais renda, facilita a vida do empresário”, destacou Adhvan.
 
No encontro, o presidente da Associação de Empresários do Distrito Industrial do Vale do São Francisco (ACIAJ), Nilton Sampaio, leu uma carta evidenciando o descontentamento das empresas associadas quanto à publicação da Lei 13.462, solicitando ao governo estadual sua revogação para posterior diálogo com o setor produtivo para aprimoramento do texto e condições propostas. O documento foi entregue ao diretor-presidente da Superintendência de Desenvolvimento Industrial e Comercial do Estado da Bahia (Sudic), Jairo Vaz, também presente na oportunidade.
 
DIÁLOGO
 
O presidente do CIEB e vice-coordenador do COMPEM, Reginaldo Rossi chamou à atenção para a necessidade de mobilização e articulação entre empresários para “destravar processos e estabelecer diálogo com o governo”. Rossi chama atenção, ainda, para a urgência desse movimento empresarial. “O atual momento não é favorável e, nesse sentido, o setor empresarial, independentemente do seu segmento ou porte, precisa estar unido e em contato permanente com o governo e poder legislativo. Esse canal de comunicação é fundamental para a defesa de nossos interesses e a colaboração técnica na elaboração de leis que sejam convergentes ao interesse da empresa industrial”, complementa Rossi. 
 
O prefeito de Juazeiro, Isaac Carvalho demonstrou grande satisfação em ampliar a participação do empresariado de Juazeiro em iniciativas que ampliem a defesa dos interesses industriais. O prefeito reiterou o compromisso da administração municipal em fomentar o fortalecimento da atividade empresarial em Juazeiro e a atração de novos investimentos, a exemplo do shopping center Jua Garden Shopping, que será inaugurado no dia 22 de março, próximo, com previsão de R$ 250 milhões em vendas anuais e geração de cerca de 3 mil empregos, entre diretos e indiretos.
 
Participaram do evento também o vice-presidente da FIEB, Edison Nogueira, do superintendente estadual do Banco do Nordeste do Brasil, Jorge Bagdev, o secretário do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do Estado da Bahia, Álvaro Gomes, o diretor da Desenbahia, Francisco Miranda, além dos conselheiros do COMPEM, Jamilton Nunes e João Schinitman
Até o final do ano, eventos similares ao de Juazeiro deverão ser programados pela FIEB em outras regiões do estado, a exemplo de Ilhéus, Vitoria da Conquista, Camaçari e Barreiras, para fomentar o debate sobre demandas empresariais locais.